Acreditar e Agir

Para atingir nossos objetivos devemos acreditar e agir simultaneamente

Nesta pequena parada para as festas de final de ano apesar de não escrever fiquei atento as coisas que aconteciam. Uma manhã ao mudar a sintonia do meu inseparável radinho de pilha me deparei com o final de um conto que achei muito interessante e que tem tudo a ver com os novos desafios do século 21, o século do Mundo 4.0. Continuar a ler “Acreditar e Agir”

Seja uma pessoa singular

Gravata, Ajustar, Ajustando, Homem

A urgência por mudanças vem causando um stress organizacional muito grande.

Sempre tentamos estereotipar comportamentos para se encaixar naquilo que o mercado precisa. Esquecemos que tem características únicas, que são da gente, é o que se costuma chamar de “jeitão”.

Essas características únicas fazem com que um profissional se torne diferente de outro e assim este passe a ser reconhecido no mercado por certas características que são apenas delas. Continuar a ler “Seja uma pessoa singular”

Humano Lagosta

Assim como a lagosta os seres humanos também ficam vulneráveis de tempos em tempos.

A lagosta é conhecida por de tempos em tempos trocar a sua casca até atingir a maturidade. A cada mudança de casca ela fica mais espessa e resistente. Apesar desta resistência a lagosta quando está trocando de casca, se ficar exposta ao sol por muito tempo ela pode morrer se não se proteger. A Lagosta se protege voltando para o mar, esperando entre os rochedos até o momento em que a sua casca esteja rígida novamente. Continuar a ler “Humano Lagosta”

É proibido pensar

Parece esquisito, mas esta frase “É proibido pensar! ”, ainda é usada por algumas organizações

            Esta frase poderia ter sido dita no começo do século passado por alguns empresários que apenas estavam preocupados com a produtividade de suas empresas, quando apenas importava a produtividade a fim de poder colocar o maior número de produtos no mercado, de preferência consumidores que também não pensassem ou não tivessem preferências. Continuar a ler “É proibido pensar”