Olá , obrigado pela visita!

Sou Pedro Paulo Galindo Morales, Especialista em Controladoria , MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, Especialista em PSC- Professional and Self Coaching com Graduação Tecnológica em Gestão de Sistemas Produtivos (Engenharia de Produção) e Técnico em Contabilidade. Tenho cursos na área de Educação a Distância e Carga horária em EaD , Facilitador , Didática do Ensino Superior e Design instrucional. Sou associado na categoria individual da Associação Brasileira de Educação a Distância, pelo período de 10/05/2022a 10/05/2023.

Últimos artigos

  • A violência nas empresas
            A violência física está chegando ao mundo corporativo. Na cidade de São Leopoldo no Rio Grande do Sul, um funcionário de acabou morto pelo chefe durante o expediente devido a uma desavença no horário de tomar café. Apesar de a violência física não ser constante no mundo corporativo é preciso tomar cuidados para que ela não se torne uma rotina no mundo corporativo, pois se … Continuar a ler
  • Sobre pensar e ter pensamentos
    As vezes um pensamento vem a cabeça de uma hora para outra, de modo aleatório sem que se saiba de onde veio e começa a trazer dúvidas sobre nossos planos ou até mesmo medo. Esse tipo de pensamento é conhecido com pensamento intrusivo ou simplesmente “pensamento invasor”. Os pensamentos intrusivos são aqueles que quando aparecem costumam causar pânico e medo, são pensamentos que podem começar com um simples “Será … Continuar a ler
  • A águia e o burro
    Em uma floresta a águia e o burro discutiam calorosamente. O burro afirmava para a águia que a grama era azul e a águia tentava convencer o burro que a grama era verde. A discussão levou horas e juntou vários animais para acompanhar a discussão. A discussão chegou a um tal ponto que a bicharada chegou a tomar partido do burro, achando realmente que a grama era azul! Já … Continuar a ler
  • O Contexto Certo
    Em uma estação de metrô em Washington, Estados Unidos um homem com boné de beisebol e um moletom surrado pelo tempo, tocava solitário com seu violino músicas clássicas e pedia uma contribuição. O homem tocou durante foras seguidas e apenas sete pessoas dentre os milhares que passaram pela estação naquele dia pararam para ouvi-lo e deram algum trocado para o artista de rua anônimo que se apresentava. Esse artista … Continuar a ler

Artigos recentes

A violência nas empresas

        A violência física está chegando ao mundo corporativo. Na cidade de São Leopoldo no Rio Grande do Sul, um funcionário de acabou morto pelo chefe durante o expediente devido a uma desavença no horário de tomar café. Apesar de a violência física não ser constante no mundo corporativo é preciso tomar cuidados para que ela não se torne uma rotina no mundo corporativo, pois se tem muito problemas com outros tipos de violência como o assédio moral e sexual.

Com o início da pandemia da Covid 19 as empresas enfrentaram grandes dificuldades e quando a pandemia deu sinais de que iria embora o mundo foi surpreendido pela guerra da Rússia x Ucrânia que causou mais problemas econômicos como aumento dos preços das comodities. Para se ter uma ideia a Ucrânia e Rússia representam mais de 30% da demanda mundial de trigo e 10% do comércio global de alimentos e isso naturalmente impacta os negócios e a vida de milhões de pessoas.

Esse clima de incerteza que estamos vivendo abala o equilíbrio emocional das pessoas onde pequenos incidentes como uma mera desavença por causa de um cafezinho fora do horário foi transformado em um assassinato. É certo que para tudo devemos ter regras, as regras são essenciais para podermos conviver melhor com as pessoas dentro de um ambiente, mas chegar ao ponto de cometer um crime porque um funcionário descumpriu uma é um fato gravíssimo. Se o funcionário estava descumprindo uma regra constantemente não seria mais prudente demiti-lo?

O psicólogo americano Abraham Maslow mapeou no seu trabalho “A hierarquia de necessidades de Maslow”, que define que o ser humano tem tipos de necessidades como as básicas (fisiológicas e segurança) e as Psicológicas (sociais, estima e autorrealização) e observa ainda que enquanto o ser humano não tiver a necessidade dos níveis básicos satisfeitas fica difícil avançar para os níveis acima.

É possível que a situação mundial e brasileira esteja influenciando esse tipo de comportamento por parte do ser humano, pois sem as necessidades básicas como alimentação, moradia e segurança para ir e voltar do trabalho e até permanecer nele estejam influenciando causando essa situação de desequilíbrio entre os seres humanos.

Vamos refletir e sucesso!

  1. Sobre pensar e ter pensamentos Deixar uma resposta
  2. A águia e o burro Deixar uma resposta
  3. O Contexto Certo Deixar uma resposta