O Mar agitado e a estratégia da lagoa

Saiba como não se afogar em um mar agitado e não morrer cozido em uma lagoa

Muitas vezes os profissionais mais jovens insistem em enfrentar os mares agitados do mundo corporativo sem analisar que vão precisar de preparo para nadar por dias e dias sem descanso.

Quero aqui justificar essa afirmação trazendo de volta a Estratégia do Oceano Azul escrito por W. Chan Kim e Renée Mauborgne que ensina a investir em mercados inexplorados. Conforme os autores existem dois oceanos, o Vermelho onde a competitividade é intensa e outro que é azul onde estão localizados os mercados inexplorados, ou seja, tudo é mais tranquilo.

Essa competição e vontade de navegar rapidamente por mares cada vez mais agitados tem levado a muita reclamação por parte dos colaboradores mais jovens de uma empresa. As vezes esses chegam a ter altas cargas de stress e podem desenvolver doenças como depressão e fobias.

Essa constatação é tão grande que a diretora executiva da Stato, consultoria de RH, Lúcia Costa refere-se à Geração Y como geração “mimimi” devido “constantes reclamações, falta de protagonismo e de responsabilidade desses jovens”. O que vem acontecendo é que as empresas estão sem recursos financeiros para atender as várias necessidades que surgem advindo das operações diárias das empresas inclusive um plano de cargos e carreira e os jovens quando não conseguem recursos para seus projetos dentro da empresa ou não conseguem ter sucesso rapidamente, tem a tendência a ficarem desmotivados, começando assim a reclamação por melhorias, mas eles esquecem que são pagos para trazer soluções e não problemas. Eles gostam de viver em mares agitados, mas não tem paciência e preparo para enfrentar as tempestades, não entendem que a viagem em alto mar precisa de paradas estratégicas em portos seguros e para ganhar tempo preferem seguir a viagem mesmo com uma tempestade a vista e quando não conseguem chegar a uma praia segura e morrem afogados nas decepções e magoas.

A estratégia da lagoa ao contrário do mar agitado é quando procuramos fazer as coisas com calma e sem afobação, sem aquela síndrome do “para já” ou ” para ontem” e o mais importante permite focar nos problemas. Se você já olhou as aguas de uma lagoa sabe do que estou escrevendo, na lagoa tudo é equilibrado e as águas seguem seu curso natural, sem grande agitação.

Como toda situação na lagoa há tempo ruim. Nela existem as ventanias, as chuvas e trovoadas e as águas se agitam, mas por estarmos trabalhando em um universo menor conseguimos focar mais nos problemas temos mais agilidade e flexibilidade para analisar e procurar uma solução, sem grandes traumas e desgastes.

Na estratégia da lagoa só não vale se acomodar pois de repente as aguas podem esquentar e você pode morrer como um sapo em uma panela.

Vamos refletir sobre isso e sucesso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s