Como se tornar um Líder Estratégico

Foi identificada, uma trilha com três estágios, que deve ser percorrida por aquelas pessoas que desejam se tornar um líder estratégico.

Ser líder de uma equipe ou um processo sempre assusta e causa duvidas para aquelas pessoas que vão iniciar a jornada de liderança dentro da empresa. Geralmente um dos maiores desafios para esse grupo de pessoas é se despegar das atividades operacionais que elas vinham executando. O desafio se torna mais difícil quando a pessoa que assumiu a liderança é um especialista na sua função.

Algumas pessoas que são promovidas a cargos de liderança não entendem que ao assumir novas funções terão que se desapegar de tarefas que estavam acostumadas a fazer quando eram responsáveis por relatórios ou tarefas operacionais e que agora, por serem líderes devem aprender a se desapegar dessas tarefas. Continuar a ler

Anúncios

É possível ganhar sem um craque?

neymar_machucado_afp_95

Fonte: Google Imagens

Seguindo com a serie de artigos  relacionando o que acontece no gramado com o mundo corporativo no jogo de sexta-feira entre Brasil e Colômbia tivemos a saída antes da hora do nosso craque Neymar da Copa de Mundo de 2014. Foi muito triste ver o nosso craque em uma maca indo para um hospital, um menino de 22 anos que se preparou para jogar a sua primeira Copa, estava empolgado com a ideia de ser campeão em seu país. Depois dos exames foi confirmado, Neymar está mesmo fora da Copa e já foi para sua casa em Guarujá, SP.

Com certeza foi uma notícia que abalou todos da equipe e é claro uma nação inteira. Alguns ficaram com a sensação de que o jogo foi perdido e que a Copa estava acabada. Outros ficaram com a sensação de que agora sim tinham que jogar melhor ainda para vencer a partida e oferecer a vitória ao amigo que sempre colaborou com todos para que tudo fosse bem feito. Agora ao líder da equipe cabe escolher o substituto de Neymar, prepara-lo para um jogo difícil mas não impossível de ganhar, dar força para a equipe, saber encontrar um novo caminho que os levem ao sonho de ser campeão para poder dedicar, em especial essa vitória ao amigo, que sai dass próximas partidas para voltar em 2018 totalmente recuperado e assim realizar seu sonho interrompido, ser campeão do mundo. Continuar a ler

O que podemos aprender com a trajetória profissional de Hebe Camargo?

Infelizmente a rainha da televisão brasileira já não esta entre nós. Hebe faleceu vitima de uma de uma parada cardíaca em sua casa no bairro do Morumbi em São Paulo (29/09/2012). Muito mais que seu lado de grande artista e apresentadora quero registrar a paixão de Hebe Camargo pela sua profissão onde ficou conhecida pelos “selinhos” que distribuía em seus programas e pelo seu bom humor e simpatia. Continuar a ler

Trabalho em equipe

O Trabalho em EquipePedro Paulo Galindo Morales

Um dos ingredientes fundamentais de quando se trabalha em equipe é o comprometimento com os resultados.

Trabalhar em equipe é um dos maiores desafios dos últimos tempos. Apesar de todo treinamento e conscientização, ainda há na maioria das empresas a falta de condições para o desenvolvimento desse modo de trabalho. Um dos exemplos mais comuns é aquele gestor que durante o dia prega o trabalho em equipe, mas à noite decide tudo sozinho. Ou então, aquele que mantém segredo sobre tudo simplesmente porque desconfia de tudo e de todos.

Trabalhar em equipe é reunir um grupo de pessoas com uma mesma finalidade. Esse grupo possui habilidades complementares que se unem em prol de um objetivo comum, consideram-se coletivamente responsáveis por esse trabalho e compreendem quais são suas metas e resultados a serem alcançados.

Jerry Wisinski relaciona os seguintes elementos para que uma equipe tenha sucesso na busca dos seus objetivos:

  1. Participação: todo integrante da equipe deve ter uma participação equilibrada sendo que ninguém deve dominar ou se ausentar do trabalho;
  2. Vender ideias: cada membro da equipe deve propor suas ideais e apresentá-la à equipe de forma a contribuir com o trabalho;
  3. Renúncia: renunciar uma posição pessoal em prol do grupo;
  4. Avaliação: avaliar os resultados alcançados pela equipe procurando eliminar os pontos falhos e buscar as alternativas que resolvam os problemas;
  5. Relacionamento: não deve haver espaço para conflitos pessoais, este devem ser resolvido mais rápido possível para não prejudicar a realização das tarefas.
  6. Realização das tarefas: todos devem estar conscientes, pois em um relacionamento em equipe a falha de um membro pode atrasar toda a equipe.

Um dos ingredientes fundamentais para se trabalhar em equipe é o comprometimento com os resultados. Não devemos agir como um grupo que trabalha em uma plantação de feijão, onde o trabalho em grupo é feito da seguinte maneira: o primeiro cava o buraco, o segundo enterra a semente e o terceiro tapa o buraco. Se por algum motivo o segundo não enterrar a semente corretamente, o trabalho estará comprometido; ou seja, eles trabalharam em grupo, mas não em equipe.

Os principais fatores que contribuem para o sucesso do trabalho em equipe são: preocupar-se com o bem estar dos componentes do grupo; auxiliar um membro da equipe quando este tem problemas pessoais ou profissionais; unir-se visando o resultado final; fazer de sua fraqueza a fortaleza do outro e vice versa. Como disse Michael Jordan: “Com talento ganhamos partidas; com trabalho em equipe e inteligência ganhamos campeonatos.”

Trabalhar em equipe é mais divertido do que trabalhar individualmente, melhora o nosso desempenho e contribui para a melhora dos resultados da empresa. Vamos refletir sobre isso!