O Mochileiro da Gestão

Por Pedro Paulo Morales*

Muita gente deve estar se perguntando: Porque esse titulo para o Blog? Andei pesquisando sobre o termo mochileiro e logo me identifiquei com ele. O termo foi usado pela primeira vez na década de 50 por poetas e escritores dos Estados Unidos que queriam ser livres para criar seus textos e poder escreve-los onde quiserem , aproveitando assim a influencia dos lugares aos quais visitavam. Ao pé da letra eles eram viajantes e carregavam em suas mochilas seus poucos pertences e que levavam para viver.  Queriam conhecer lugares novos e são desapegados de regras. Continuar a ler

Orçamento Empresarial: O Desafio de cumprir a meta de Ebitda

O final do ano chegou e com ele vem a necessidade de cumprir metas. Meta orçamentária sempre esteve relacionada com a necessidade de controle de custos. Uma das decisões mais difíceis para gestores é quando existem metas orçamentárias e operacionais que se contradizem.

Todos sabemos que a situação do Brasil está difícil e que as vendas não estão correspondendo ao planejado pela maioria das empresas. Em toda empresa seja ela qual for seu porte no final das contas o que interessa aos acionistas e proprietários é a meta de Ebitda ou lucro. Continuar a ler

Desempenho e Resultado. Jogo Final

A Copa do Mundo acabou para o Brasil! Foi um jogo bom, cheio de jogadas interessantes e de emoção, criamos muitas oportunidades de gol, mas não chegamos ao nosso objetivo: O gol, que nos levaria as quartas de final.

Na análise de Tite o time jogou bem, teve equilíbrio em campo, atacou bem e apresentou qualidade técnica. Para ele o time perdeu porque no contexto da situação, o jogo, a Bélgica foi mais efetiva pois transformou oportunidades em gol. Muitos dirão que o primeiro gol foi contra, mas quantas vezes somos beneficiados pela sorte ou por fatores aleatórios como chamou Tite. Continuar a ler

A fórmula secreta da Coca Cola

A revista Super Interessante em sua reportagem desta semana diz que é possível através de técnicas de analises disponíveis descobrir a formula da Coca Cola, mas que o custo para desvendar a formula secreta seria de milhões de dólares e correndo sério risco de não terminar.

Já imaginou o custo? Porque não estimular o seu pessoal a fazer algo novo que agrade os clientes? Não é preciso descobrir a “formula secreta”, o extraordinário, basta tentar o novo e tolerar o erro é melhor que ficar parado no tempo esperando a coisa acontecer.