As oportunidades são como um ônibus, não espere muito ele passar!

Talvez não tenhamos a oportunidade de embarcar no primeiro ônibus do dia seguinte.

Antônio saiu cedinho de sua casa, estava decidido que ia encontrar aquele emprego que tanto queria, afinal eram seis horas da manhã e ainda havia tempo. Na parada de ônibus ele já encontrou algumas pessoas e logo pensou que o ônibus estaria cheio demais e decidiu voltar para casa a fim de tomar um café reforçado, pois o dia seria muito duro.

Voltou para a parada de ônibus as sete e meia e viu, para sua infelicidade, que a parada de ônibus estava mais lotada que antes, mas decidiu esperar. Passou um ônibus, dois, três quatro e todos estavam lotados, como já eram dez horas e viu que talvez as vagas de emprego da parte da manhã já teriam sido distribuídas resolveu voltar para casa e ir almoçar “mais cedo” para chegar e conseguir pegar a lista da tarde, essa sim era melhor, pensava Antônio.

Depois do almoço Antônio olhou a janela e viu o sol já lá em cima do céu, esquentando tudo que via pela frente e pensou: É muito cedo para ir agora, o sol esta muito quente!

Descansou um pouco e foi para a parada, chegou e viu a parada novamente cheia e percebeu que a esta hora do dia os ônibus tinham um maior intervalos entre as viagens e percebeu que os coletivos continuavam lotados, esperou mais uma vez ônibus, dois, três quatro e todos continuavam lotados porem olhou para o relógio e viu que a lista de emprego da tarde já havia saído e resolveu que iria embarcar no próximo ônibus custe o que custasse, era preciso, não tinha tempo a perder.

Teve que apanhar um ônibus cheio com gente pendurada na porta e o pior que quando chegou na agencia de emprego o atendente falou “As inscrições para essa vaga acabaram, tente amanhã”.

Antônio voltou para casa bem chateado e reclamando, mas aprendeu a lição. No outro dia ele foi para a parada bem cedinho e embarcou no primeiro ônibus, não tão lotado como o de ontem de tarde, rumo a agencia de emprego. Chegou a agencia e logo conseguiu uma carta de encaminhamento a um emprego.

Esta é apenas a estória de uma pessoa que tem o mal habito de postergar suas decisões ou ações. Diferentemente de Antônio talvez não tenhamos a oportunidade de embarcar no primeiro ônibus do dia seguinte por isso não vamos perder mais tempo na “parada de ônibus” apenas cuidado para não embarcar no ônibus errado!

Vamos refletir sobre isso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s