Como é difícil reconhecer nossas fraquezas.

O artigo é baseado no programa Motivação e Sucesso do Professor Marins exibido pela Rede Vida de Televisão e fala sobre da dificuldade que temos em reconhecer nossas fraquezas.

Leitores. Foi realizado pelo jornal americano Financial Times uma pesquisa com executivos americanos a seguinte pergunta “Quais são suas três piores características?” Muitos executivos responderam ao questionário com frases como: não gostam de coisa errada, não tem paciência com pessoas de raciocínio lento ou não admitem baixa qualidade, virtudes necessárias aos executivos porem o que Lucy Kellaway percebeu ao tabular os resultados foi que qualquer fraqueza é admissível, desde que seja uma qualidade. Nessa pesquisa apenas três lideres citaram defeitos verdadeiros como “tenho o péssimo hábito de chegar atrasado”; outro “não ouço com atenção” e só um deles, segundo Lucy, falou exatamente a verdade: “meu defeito é o excesso de ego”.

Lucy elaborou uma lista a qual chamou dos sete pecados mortais mais comuns desses executivos são eles:

  1. São fanáticos por controle;
  2. São vazios;
  3. Agem de forma hesitante e confusa;
  4. Não ouvem;
  5. São intimidadores;
  6. Têm medo de conflitos;
  7. Só conseguem conversar sobre negócios.

Poucos executivos conseguiram fazer uma autocritica, reconhecer seus defeitos e apesar de existirem técnicas como “coaching” e avaliação de 360º elas não estão resolvendo o problema, porque além dos lideres não reconhecerem seus pontos fracos, poucos liderados falam a verdade para aquelas que detêm o poder.

As pessoas tem o costume de não ver seus próprios defeitos, temos medo de saber como os outros nos vem. Precisamos fazer esse exercício porque se não enxergamos nossos defeitos corremos o risco de andar para traz. Sendo assim devemos sempre valorizar a opinião alheia e ter a sensibilidade para enfrentarmos nossas fraquezas de frente porque quando reconhecemos nossas fraquezas nos tornamos mais humanos, conseguimos entender melhor as pessoas. E você tem se olhado em algum espelho falso? Vamos refletir sobre isso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s