Vivendo no futuro, sonhando com o realizado.

Leitores. Desde que ouvi a frase “Vivendo no futuro, sonhando com o realizado”  em uma pequena reunião de trabalho daquelas que duram dez minutos em que o  objetivo é tirar duvida a cerca de uma tarefa, venho pensando sobre o titulo deste artigo.

Mas porque esta frase mexeu comigo?

È certo que o planejamento empresarial tem um papel importante para as organizações e que sem ele não chegamos aos objetivos pretendidos porem é certo também que para planejar o futuro temos que analisar o presente verificar os problemas que precisam ser corrigidos porque o papel e planilhas Excel aceitam tudo com muita facilidade e a simples ato de sonhar com o realizado perfeito não gerente uma vida perfeita no futuro.

È com o realizado de hoje que temos a oportunidade de aprender e o mais importante tentar corrigir o que esta dando errado, fornecer aos que estão fazendo o planejamento experiências, motivos e argumentos para que enganos, processos muito complexos ou de difíceis aplicações não sejam levados para o futuro apenas porque se esta “sonhando” com um realizado perfeito no futuro, essa atitude pode ser comparada a uma viagem dos sonhos que estamos planejando há algum tempo porem se nesta viagem planejamos ir de carro e nosso carro esta com um defeito mecânico muito provavelmente não teremos o realizado de nossos sonhos.

Para que nosso realizado seja o que sonhamos devemos:

  1. Analisar a situação levando em conta tanto o ambiente externo quanto o interno (processos muito complexos ou de difíceis aplicações, por exemplo).
  2. A definição da missão da empresa ou projeto deve em concordância com a visão da empresa;
  3. Formular objetivos alcançáveis.
  4. Formular estratégias que primem por simplicidade e que sejam de fácil entendimento;
  5. Avaliar seus possíveis resultados a frente dos objetivos estabelecidos.

O sucesso do realizado de uma estratégia ou tarefa esta muito relacionada com a capacidade que temos de antever problemas e soluções, encerro este texto com uma frase de Alvin Toffler “O futuro não é predeterminado. É, pelo menos em parte, sujeito à nossa influência. O nosso interesse deve ser, pois, focalizar futuros previsíveis tanto quanto os que são possíveis e prováveis.” Vamos refletir sobre isso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s