As falhas do modelo de gestão do Grupo Silvio Santos

O caso do banco PanAmericano expõe as falhas do modelo de gestão do Grupo Silvio Santos , estas estão relacionadas a quatro fatores:

  1. Falta de pessoal qualificado: um empresário não precisa conhecer o ramo de seu negócio, se tiver à disposição uma equipe qualificada e bem treinada para executar as funções.
  2. Emprego de parentes na empresa: Para agradar a família, muitos acabam contratando parentes sem as qualificações necessárias.  No Grupo Silvio Santos há cerca de 40 parentes  e amigos de longa data
  3. Falha na governança corporativa: a governança passa por controles internos, relatórios de desempenho, gestão integrada e processos profissionalizados na organização essas questões precisam sempre receber muita atenção dos diretores, acionistas e do conselho de administração para obter resultados positivos, todos precisam saber interpretar os relatórios e documentos da empresa, faltou  qualificação profissional.
  4. Gestão de riscos ineficiente: o erro foi no campo da gestão de riscos, na avaliação dos resultados e, principalmente, no monitoramento e na comunicação, relatórios e modelos estatísticos não foram bem interpretados.

Porem uma pergunta que tem sido feita é qual dos homens de sua confiança colocou o banco nessa situação o Banco cresceu sem os olhares do dono e pessoas como seu cunhado Rafael Palladino, presidente do banco e um dos oito funcionários demitidos após a descoberta da fraude, acumularam fortunas nos últimos anos, Paladino comprou uma Ferrari vermelha, uma lancha avaliada em 5 milhões de reais e construiu uma mansão no litoral paulista.

Dois motivos teriam levado aos ex-diretores do Banco PanAmericano  foi o medo de perder os empregos se a situação financeira se agrava-se e outra foi os altos custos, maiores que a média do mercado, teriam contribuído para que os resultados ficassem abaixo do esperado e como alternativa encontrada para agradar Silvio Santos foi maquiar os balanços.

Duas linhas de investigação estão sendo seguidas chamou a atenção um contrato de Certificado de Depósito Bancário (CDB) feito com um investidor mineiro, no valor de 386 milhões de reais, que rendia o equivalente a 127% da taxa de juro, índice absolutamente fora do normal dos bancos médios e a área de cartões de crédito, que não é fiscalizada pelo Banco Central cerca de 400 milhões de reais sumiram do caixa do banco PanAmericano pelo departamento de cartões

As notícias que davam conta de sua suposta bancarrota fizeram com que fãs enviassem cartas ao SBT prometendo que comprariam mais cartelas da Telesena para ajudar o apresentador o que prova que o nome Silvio Santos é muito forte junto a população.

Uma das primeiras medidas foi substituir Luiz Sandoval, o ex-presidente do GSS que pediu demissão depois de 28 anos no comando, por seu sobrinho Guilherme Stoliar, ex-diretor do SBT e considerado por pessoas próximas “o filho que Silvio não teve”.

Guilherme Stoliar,  nomeou  Jose Roberto dos Santos Maciel, até então diretor administrativo e financeiro do SBT, Vice-Presidente da emissora. (Fonte Portal Exame)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s