Terceirização, é bom para quem?

Com a terceirização podem-se criar situações de dificuldades

para patrões e empregados

Um dos projetos que poderão ser votados amanhã é a da Terceirização ou o Projeto de Lei 4302/98. Muitos deputados acreditam que não há necessidade de aprovação deste projeto pois as novas leis trabalhistas já estão sendo preparadas, basta ver que este projeto é de 1998 para que essa correria depois de quase 20 anos?

Os sindicatos em geral são contra este projeto pois prejudicará o trabalhador porem não é só ele que será prejudicado, o empresário também e talvez de uma maneira mais intensa.

Para o empregado os riscos são conhecidos e não estão distantes de algumas relações de trabalhos existentes no dia de hoje como por exemplo baixos salários, carga de trabalho alta e nenhum plano de carreira ou incentivo e alta rotatividade. De acordo com o projeto as atividades fins da empresa poderão ser terceirizadas como por exemplo um hospital pode funcionar com toldo seu quadro funcional terceirizado transformando o dono do hospital em um mero pagador de faturas. O deputado José Guimarães (PT-CE), em declaração à Agência Câmara condenou o projeto dizendo que “Ele quebra o direito de carteira assinada para trabalhar. Ao terceirizar tudo, acabam-se as regras, e o trabalho temporário vai ser a regra daqui para frente”, criticou.

Para os empresários os riscos seriam enormes pois não seriam mais gestores de sua força de trabalho e sim apenas um tomador de serviço. Sob esta condição não existiriam mais os funcionários fieis ou os “guerreiros corporativos” que lutam por resultados pois estes seriam funcionários da terceirizada. Outro ponto é que com o projeto a tecnologia passaria a ser da empresa que terceiriza o serviço e não da empresa contratante, ou seja, o empresário não seria dono de seu negócio e poderia ver o conhecimento ir para uma empresa porque está paga um pouco mais.

Muitos estão falando “ é só trocar a empresa terceirizada, os empregados ficam” será que vai ser assim?  Será que este funcionário qualificado vai ficar esperando você ter uma encomenda para chama-lo de volta ou vai criar seu próprio negócio.

Com a terceirização estaremos prejudicando tanto os empresários como trabalhadores e ajudando a engordar as contas de alguns políticos mal-intencionados e empresas estrangeiras aventureiras que certamente entrarão nesse mercado.

Enquanto o Brasil discute se a “carne é fraca” o congresso vai cortando a carne da população brasileira.

Pedro Paulo Morales

Coordenador de Conteúdo do Blog Falando de Gestão

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s