As Preocupações e as balas.

A vida deve ser vivida como quando se chupa uma bala, sentindo seu gosto devagarinho.

Nos dias de hoje vivemos em um estado de preocupação crescente devido a tudo que nos acontece seja no campo profissional ou no pessoal. São muitas as coisas que nos preocupam, a violência, as contas que chegam todos os meses, o futuro dos filhos, a preocupação com nossos pais e o nosso futuro profissional. Este estado constante de preocupação faz com que vivamos uma vida recheada de ansiedade onde o medo de errar ou o medo de que aconteça algo que fuja ao nosso controle se traga uma mudança muito grande na nossa vida. Como consequência desse estado as pessoas perdem o bom humor e sentem como se fossem engolidas por ondas muito grandes e acabam com sentindo a sensação de como se estivessem se afogando nas grandes ondas da preocupação.

Claro que às vezes a preocupação é valida, e se você não pode simplesmente ignora-la não fique parado “remoendo” os pensamentos, comece a pensar em alguma solução, é preciso nesta hora conversar com outras pessoas que foram acometidas do mesmo problema, o importante é não ficar paralisado frente aos desafios que a vida nos impõe.

Se o seu problema não é tão grave procure encontrar a real causa do motivo que faz você ser ficar de mau humor, pode ser que você tenha sentimentos como ciúme, inveja ou quer ter a posse de objetos de ultimo tipo como algum novo lançamento do mercado. Também existem preocupações profissionais como com os relatórios do dia seguinte, a cotação das ações no mercado, aquele cargo de gestão que queríamos ter ou aquela nova reestruturação que esta por vir.

Agindo assim você estará ocupando a sua mente com problemas que poderiam se resolver por si só e esquece que a vida também deve ser vivida como quando se chupa uma bala, sentindo seu gosto devagarinho, a bala pode ser de hortelã, café, morango ou talvez azedinha como limão, mas o importante é sentir o gosto da “bala” até que ela se dissolva na boca e possamos chupar outra de sabor diferente.

O próprio Senhor Jesus Cristo disse em Mateus 6: 34 que não devemos nos preocupar com o amanhã, pois o amanhã trará suas próprias preocupações porque cada dia terá sua preocupação. Quem sabe ao acordar de manhã você encontrará a solução do seu problema? O importante é não se preocupar em demasia e procurar sempre ir resolvendo os problemas um a um conforme eles vão aparecendo.

Não desanime frente às preocupações e sempre procure chupar  “bala da vida” devagarinho abrindo um a um os sabores, os de vitória, amor, compreensão, caridade e esteja preparado para as mais azedinhas que representam os infortúnios da vida e não reclame pois elas também devem ser chupadas, fazem parte da embalagem das balas, e se estão lá devem ser chupadas ou mastigadas, como fazemos às vezes quando queremos sentir o gosto muito rápido mas tomando o cuidado para não se engasgar.

Vamos refletir sobre isso!

Pedro Paulo Galindo Morales é Graduado em Gestão, Pós- Graduado em Controladoria e Técnico em Contabilidade.   www.pedropaulomorales.wordpress.com, pedropaulomorales@yahoo.com.br

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s