Como a inovação acontece em nosso cérebro

Pedro Paulo Galindo Morales.

 O artigo é baseado no programa Motivação e Sucesso do Professor Marins exibido pela Rede Vida de Televisão e fala sobre como a inovação acontece em nosso cérebro.

As empresas precisam cada vez mais de inovações e a boa noticia é que as inovações ocorrem através das pessoas basta que as pessoas saibam que lado usar do cérebro.

Pesquisas tentam descobrir com as coisas acontecem na nossa mente e tudo começa em 1981 quando Roger Sperry ganhou o Prêmio Nobel por seu trabalho sobre os dois lados do cérebro. Segundo Sperry, o lado direito era criativo, artístico e intuitivo e o lado esquerdo considerado analítico, lógico e racional. Este modelo se espalhou rapidamente por todo o mundo dos negócios, a aplicação mais generalizada do modelo de Sperry foi o brainstorming, a técnica elaborada pelo publicitário Alex Osborn, nos anos 40 propõe que um grupo de pessoas – de duas até dez pessoas – se reúnam e se utilizem das diferenças em seus pensamentos e ideias para que possam chegar a um ideia que represente um consenso do grupo, gerando assim ideias inovadoras destinadas a levar os projetos adiante  nessas reuniões tem como proposta que  todos mundo deveriam desligar seu cérebro esquerdo e ativar o seu cérebro direito e então deixar as ideias criativas fluírem.

Mais tarde em 1998 com o trabalho “Neurociência cognitiva e o estudo da memória” publicado pelos cientistas Brenda Milner, Larry Squire e Eric Kandel, inclusive Kandel ganhou o Prêmio Nobel, dois anos mais tarde pela sua contribuição para este trabalho, os  neurocientistas deixaram de aceitar a teoria do cérebro de dois lados de Sperry. O novo modelo do cérebro é o da “memória inteligente”, no qual análise e intuição trabalham juntos na mente em todos os modos de pensamento.

Por essa teoria os dois lados do cérebro trabalham juntos, ou seja, ambos os lados se conectam para formar novas ideias o autor afirma que a “memória inteligente” é um arquivo de grande capacidade existente dentro da cabeça de uma pessoa e que tudo que vivemos fica arquivado em nossa mente e quando um novo conhecimento ou informação chega a nossa mente começamos fazer uma correlação imediata dentro de nossa cabeça. Desde que você nasce, o cérebro arquiva todo o seu conhecimento e informações. Quando uma nova informação chega, o cérebro recupera nesse arquivo tudo o que existe de correlato à nova ideia e faz uma combinação a que chamamos de “intuição”.

É como digo quando estudamos, fazemos um curso, assistimos a uma palestra ou até mesmo lemos uma propaganda estamos acumulando informações que podem em um determinado tempo se conectar com alguma outra e ai surge à inovação. Inovação não são apenas ideias inéditas é também fazer algo de uma maneira diferente com o objetivo de melhora um processo. Não espere a ideia cair do céu, vamos estudar e nos comprometer que ela vem. Vamos refletir sobre isso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s