Sobre A Natureza Humana: Os Princípios de Liderança Servidora do Monge e o Executivo

Por Pedro Paulo Galindo Morales

O artigo fala sobre liderança dos princípios de liderança servidora do Monge e o Executivo do autor James C. Hunter em seu livro “Como se tornar um líder Servidor” Capitulo 6.

Continuando a série de artigos do livro “Como se tornar um líder Servidor” vamos falar sobre o capitulo seis onde Hunter diz que para se tornar um líder servidor é preciso que compreendamos a natureza humana e como os seres humanos percebem o que acontece ao redor e os valores que cada pessoa possui o seja o que cada pessoa preza e estima e comenta que estes valores mudam de acordo com o objetivo da organização. O mundo é bastante diversificado e o que é certo em uma cultura, por exemplo, é errado em outra citando com exemplo o valor da vaca para a cultura indiana, mas ninguém discorda de conceitos como respeito, gentileza o delegar tarefas porque esses princípios são universais podendo-se discordar apenas de detalhes.

Princípios são leis inalteráveis que são aplicáveis a todas as situações semelhantes como as leis da natureza como, por exemplo, as leis de física. Como essas leis existem as leis da natureza humana que se aplicam a eficiência e comportamento adequado. O fato é que não podemos domar as leis da natureza, mas podemos domar as leis da natureza humana.

Todos querem que os lideres e as pessoas tenham um comportamento agradável, respeitoso e gentil, mas porque as pessoas fazem ao contrario destes princípios? É tudo uma questão de senso moral e caráter, pois exatamente isso é que nos difere dos animais que pelo instinto são capazes de serem treinados para executarem alguma tarefa em troca de alguma recompensa. O ser humano tem liberdade de escolha e “refletir sobre a vida” a fim de escolher entre o certo e o errado como diz o autor no seu livro “o tipo de pessoas que nos tornamos depende de nossas decisões e não de nossas condições”

Para Hunter os seres humanos possuem um senso moral inato do que é certo e errado e que existe uma competição com outros desejos e tentações como riqueza, poder ou sexo sem compromisso sendo assim devemos compreender que existem duas verdades sobre a natureza humana. A primeira é que temos a capacidade de fazer escolhas entre o que é certo e errado e a segunda é que temos capacidade para o bem e o mal, a boa noticia é que conseguimos desenvolver vontade de fazer a coisa certa e desenvolver assim um “músculo moral” ao longo do tempo de modo a permitir estar acima do interesse pessoal e da satisfação imediata. Para Hunter o nome desse “músculo moral” é caráter.

Anúncios

2 comments

  1. Imagine uma pessoa que é agressivo nas palavras e no tom da voz, sempre fala palavras que entristece e pode até matar, critica o tempo todo de tudo ao seu redor e depois diz que é a sua natureza e que ele não pode ser diferente. O que VC me diz

    • Oi Eva tudo bem?
      Essa pessoa esta com problemas porque uma pessoa não pode ser assim o tempo todo. Não sei qual a relação entre vocês mas é bom que vocês conversem para tentar se entender. Sucesso e paz!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s