Gostar do que faz

Pedro Paulo Galindo Morales.

Resumo: O artigo é baseado no programa Motivação e Sucesso do Professor Marins exibido pela Rede Vida de Televisão e fala sobre como gostar do que se faz é a grande diferença.

Leitores. Uma das maiores preocupações do ser humano é ser feliz e fazer na vida o que se gosta o que realmente dá prazer. Muitas pessoas se sentem desiludidas com o trabalho e com isso começam a fazer cada vez menos, se economizam mais, muitos nem sabem para o que se economizam sempre ficam esperando sempre alguma oportunidade que vale a pena, não sabem que a oportunidade é como um ônibus que com o passar das horas o intervalo entre uma viajem e outra fica cada vez maior ate que chegamos atrasados em nossos compromissos.

Será que sempre fazemos o que gostamos?

Sinceramente não. Fazer sempre o que se gosta é um pensamento irreal, sempre há alguma coisa desagradável em nossas atividades profissionais, algo que nos desagrada. Quando pensamos que poderíamos ter um trabalho que apenas nos traga coisas boas estamos nos engando.

Esse tipo de pensamento não é correto temos que transformar o limão em limonada com se diz popularmente, procurar por um adoçar o nosso trabalho a nossa vida, seria como a frase “não tenho tudo que gosto, mas consigo gostar de tudo que tenho” é como um carro velho se não limpamos ou cuidamos de sua manutenção cada vez mais iremos despreza-lo, ele sempre nos parecera feio.

Somos reconhecidos por aquilo que fazemos, professor, engenheiro, medico, ator, passamos a ter como nossa identidade a profissão que abraçamos e se, exercemos a nossa profissão com dedicação somos bem vistos pelas pessoas e ai incluímos nossos chefes caso não seja assim sempre teremos problemas.

Você que é pai procure identificar quais as brincadeiras do seu filho na infância muitos brincam de professores, gostam de construir pontes ou brincar de escritórios é preciso ajudar os seus filhos a encontrarem um caminho certo, ajuda-los a serem felizes.

Como gostar do que você faz.

  1. Não brigue com o seu trabalho, afinal você tem se sustentar;
  2. Entenda que para ganhar algumas coisas temos que perder outras;
  3. Se dedique ao trabalho para poder usufruir horas de lazer com plenitude, a sensação do dever cumprido é uma das melhores que há e isso lhe dará força para mais um dia.
  4. Pense como você pode melhorar o seu trabalho, se desafie melhore o convívio com o seu chefe, colegas de trabalho, sua equipe e ate mesmo sua família nada é 100% bom e 100% ruim.

Repense o seu trabalho veja se você pode reencontrar os pontos que um dia lhe fizeram abraçar a sua profissão, se você estivesse desempregado você não tentaria ser recontratado novamente. Se sim nada esta perdido tente mudar. Vamos refletir sobre isso!

(Pedro Paulo Galindo Morales é Tecnólogo em Gestão, Pós- Graduado em Controladoria, Técnico em Contabilidade e escritor da web,   www.pedropaulomorales.wordpress.com).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s